EDITORIAL


Quando eu me poupe a falar,
Aperta-me a garganta e obriga-me a gritar!
José Régio


Aqui o "Acordo Ortográfico" vale ZERO!
Reparos ou sugestões são bem aceites mas devem ser apresentadas pessoalmente ao autor.

20170818

The Shins - “Half A Million“


"Half a Million“ vídeo de LAMAR+NIK para  tema  do 5º álbum de estúdio "Heartworms" dos norte-americanos  The Shins

A Feira de Sam Matheos em 1758


GIF via GIPHY

(...) “E daquy continuando por junto a margem do mesmo rio pella campina que lhe fica a parte do Norte do mesmo rio Pavia vay esta estrada desembocar no grande campo assim chamado de Sam Luis onde se faz a selebrada feira de Sam Matheos em cada hum anno pello dia do mesmo Sam Matheos aquy logo no primeiro angullo deste campo esta huma grande tapada que serve para criar em si boas orteliças de varias especies como tambem hé fertil de trigo e linho; Aquy junto a parede desta tapada esta situada hum casa que serve de armazem das polvoras dos homens de negócio desta cidade, a qual se fez por ordem do ilustre senado da Câmara desta cidade, para aquy se conservarem as polvoras sem detrimento da cidade e seus edifficios e por se temerem os estragos e ruinas nos tempos das trovoadas; Aquy logo, seguindo este mesmo caminho, se vê um chafariz de emselentes agoas que servem de refrigério aos viandantes e as pessoas que nas tardes de Veram aqui vem gosar da amenidade do sítio, especialmente durante a feira franca que dura quatro dias francos, além de mais quinze dias, antes e depois dos quatro francos. Tem um tanque para dar de beber às bestas que os homens de negocio aqui vem vender e trespassar as drogas e frutos dos seus contratos.
Hé este campo munto grande e dilatado e povoado de algumas arvores grandes e bem copadas que servem de refrigerio com as suas sombras aos que contratando se acham no mesmo campo e aquy donde estam esta cupadas arvores hé donde se faz o corpo principal desta feira donde se acham grande numero de homens estrangeiros e contratadores de todas as terras da Europa nam so de Espanhois por serem vezinhos mas de franceses aragoneses napolitanos milaneses e genoveses imperiais ingleses e olandeses malteses e finalmente de todalas naçoins da iropa (1) nam falando nos reyniquillas. (...)
E no sitio em que se ve culucada esta capella (2) esteve antigamente ereta huma capella dedicada a Sam Luis rey de França de onde se da a este dilatado campo pleno e se deduziu a denominaçam de campo de Sam Luis donde se faz a referida feira de Sam Matheos a qual feira se mudou para aquy para este grande campo porque antigamente se fazia dentro dos grandes vales de terra chamado a Cava de Viriato que antiguamente se chamava cidade de Vaca (3). Donde nasceu aquellee grande eroy Viriato que tam grande terror foy de toda a Roma e estrago universal de seos exércitos cujo trofeo tanto engrandessem o tempullo de sua exaltada fama como ainda repetem hoje os seus famosos feitos (4).
E aquy dentro destes mesmos valles de terra aonde antigamente se fazia a referida feira franca (5), estava erecta huma capella, a qual mandou fazer e levantar o excelentissimo duque Dom Henrique, primeiro duque de Viseu e filho segundo do grande monarca o senhor Rey Dom Joam primeiro, o qual aquy mandou levantar a tal capella em honra e louvor do glorioso martir Sam Jorge, hoje protector do Reino, cuja devoçam trouxe a este Reino de Portugal a Serenissima Rainha Donna Filipa, mulher que foy do serenissimo rey Dom Joam primeiro de gloriosa memoria” (...)

Viso 20 de Julho de 1758
O padre cura da Se
Manoel Lopes de Almeyda"


Notas do AJ:

1- O padre Manoel Lopes, certamente estava a exagerar, no que foi seguido pela Viseu Marca que editou mais um número d' A Feira em Revista, para divulgação da feira anual de 2017 que ilustra este texto e fez publicar na contracapa, um anúncio de truz.
2 - Refere-se à anterior capela de Nossa Senhora da Conceição, porque a construção actual terá sido iniciada, pouco tempo depois e só foi benzida em 13 de Setembro de 1771.
3- A existência da cidade de Vaca, no interior da Cava, é um mito - a dita cidade ficaria junto ao rio Vouga nas proximidades de Águeda e ainda segundo a tradição Vaca, foi o primeiro nome do rio Vouga;
4 - O lugar do nascimento de Viriato é desconhecido e reivindicado por várias localidades portuguesas e, claro espanholas.
5 - A feira estabelecida por D. João I realizava-se na Primavera, com início em 23 de Abril, o Dia de São Jorge, Defensor do Reino e no reinado de seu filho D. Duarte, deixou de se fazer, foi por esse motivo que os procuradores de Viseu pediram a D. Duarte – "em memória de ter sido nesta cidade o seu nascimento" - o restabelecimento da Feira que obteve "todos os privilégios outorgados à de Trancoso, menos sisa (Carta de Estremoz, de 17-IV-1436) – e ainda que fosse três dias franca, mercê concedida em Almeirim." 
No reinado de D. Afonso V a feira já não se fazia e foi novamente restabelecida, com os mesmos privilégios da de Tomar, com início no dia de Santa Iria, 20 de Outubro.
No reinado de D. Manuel, I em 1501 a feira foi transferida para dentro dos muros da cidade mas por falta de espaço foi em 1510 mudada, em definitivo, para o Campo de São Luís, actual Campo de Viriato. Também a data de realização e duração da "Feira Franca" foram alteradas, a "Feira de Franca de São Mateus" passou a iniciar-se no dia 15 de Setembro e a ter três dias francos: 20, 21 dia de São Mateus e 22 de Setembro.

Azulejos de Viseu - Mestre Joaquim Lopes



GIF via GIPHY
"Feirante/Negociante de gado (?) - Pormenor do monumental painel de azulejos do Rossio, do Mestre Joaquim Lopes (1888-1956), azulejos da Fábrica do Agueiro (Vila Nova de Gaia) 1931

20170817

A "Feira" é um Festival Urbano


GIF via GIPHY

O presidente da câmara municipal, Dr. Almeida Henriques, em entrevista ao Jornal da Feira, Especial #1, de 11 a 17 de Agosto (Jornal do Centro), revelou aquilo que muitos já sabiam, ao titular uma entrevista ao edil, desta maneira: "Viseu tem hoje dentro da Feira de S. Mateus um festival urbano", sim é verdade foi essa a intenção do seu assessor e principal responsável pela organização do evento (Dr. Jorge Sobrado), agora também candidato a vereador, bastava ter estado com atenção à maioria das suas estratégias, decalcadas dos festivais de Verão que se realizam por todo o país. Já está tudo inventado... Mas o "Festival" em termos de afluência de público tem estado fraco porque nos dias em que subiram ao palco os cabeças de cartaz, sendo as entradas pagas e variando entre os 3 aos 7,5 €, os números de bilhetes vendidos são baixos, face às expectativas criadas e ao investimento realizado. A organização (Viseu Marca) não pode ser demasiado generosa, mesmo em ano de eleições, porque terá de obter lucros, para pagar outros eventos gratuitos a realizar, na sua maioria dedicados à promoção dos vinhos. O andamento da feira está a mostrar que a programação secundária, mais económica e o aumento dos preços das entradas verificado, nas últimas edições do evento, criaram condições para atrair à feira anual um maior número de visitantes, comparativamente aos dias, com programação mais cara e aparentemente mais apelativa. Esta tendência já se tinha verificado na edição de 2016.  Há outros exemplos mas vou, apenas referir o mais recente. No dia 15 de Agosto (Feriado Nacional) em que atracção foi Marco Paulo e a entrada custava 5,00 €, apenas foram feirar 22.580  mas no dia seguinte (Quarta-feira), para ouvir cantar Fábia Rebordão, com entrada gratuita, feiraram mais de 45.000.

Ilustração: "Jovem a tocar flauta", pormenor do monumental painel de azulejos do Rossio, Joaquim Lopes, Azulejos da Fábrica do Agueiro/Vila Nova de Gaia (1931)

20170816

Nacho - "Báilame"


"Báilame" vídeo de remix do tema que deu título ao  álbum de estreia, a solo do venezuelano Nacho (Miguel Ignacio Mendoza) que contou com a colaboração dos porto-riquenhos Bad Bunny e Yandel

Encontrei no rio Pavia


GIF via GIPHY

Cágado a apanhar  sol na Parede Nova, no rio Pavia (Cágado-comum, nome científico Mauremys leprosa)

Azulejos de Viseu - Mestre Joaquim Lopes


GIF via GIPHY

Aspectos de uma feira de gado bovino na região de Viseu


GIF via GIPHY

Vendedeiras de frutas e  de loiças de barro na feira
Pormenores do monumental painel de azulejos do Rossio, do Mestre Joaquim Lopes (1888-1956), azulejos da Fábrica do Agueiro (Vila Nova de Gaia) 1931

"A Feirar Há 625 Anos"


GIF via GIPHY

É preciso que alguma coisa mude, para que tudo fique na mesma.

Don Fabrizio, príncipe de Salina, in "O Leopardo" de Giuseppe Tomasi di Lampedusa 

20170815

Blame Zeus – “Speechless”


“Speechless”  vídeo para o segundo single retirado do segundo álbum “Theory of Perception”, dos portuenses Blame Zeus

"Feirar em Segurança"


GIF via GIPHY

Porta de Serviço ao Palco, bastidores estacionamento e zona técnica, junto ao Jardim de São Mateus. O portão abre para o lado de dentro e a indicação "SAÍDA DE EMERGÊNCIA", deverá existir para evitar a paragem ou estacionamento indevido de viaturas automóveis.



GIF via GIPHY

Este portão dá acesso à zona fronteira ao palco e destina-se a permitir o abastecimento dos feirantes do ramo da restauração e bebidas. Também neste caso o portão abre para o interior da feira e o aviso , "SAÍDA DE EMERGÊNCIA", apenas existe na tela exterior.


GIF Via GIPHY

A via do funicular recebeu muita atenção para evitar a continuação dos acidentes de edições anteriores da feira. A vedação de segurança da linha férrea foi repintada, sinalizada com umas saias vermelhas, nas passadeiras foram instaladas borrachas e cancelas. A porta de serviço junto à pensão, também abre para o interior da feira e o aviso "SAÍDA DE EMERGÊNCIA", apenas existe no exterior. Portanto apenas sabe que este portão é uma saída de emergência quem estiver do lado de fora. Esta porta em dias de feira paga não permite a entrada de visitantes.


GIF via GIPHY

A Porta de Serviço da Porta do Sol Posto tem uma dupla finalidade, serve de local para recolha do lixo e de apoio à zona dos divertimentos. Tal como as anteriores esta porta abre para o interior, e apenas está sinalizada, como sendo uma "SAÍDA DE EMERGÊNCIA", do lado exterior e não me parecer poder ser considerada uma porta de emergência. Até porque costuma estar fechada a cadeado.

Na documentação disponível, revista da feira, folheto "Venha Feirar em Segurança", ou no recinto da feira anual não existe qualquer informação, ou sinalização da existência de "SAÍDAS DE EMERGÊNCIA", nem sinalética dos percursos para as encontrar. A planta de feira, limita-se a indicar as entradas do evento, o palco, o picadeiro, a rua das enguias, a praça de Viriato, as instalações sanitárias, o Multiusos, onde estão instalados as mostras Viseu Arena, a História da Feira e o Posto de Socorros e, naturalmente a indicação da zona comercial, da zona das diversões, zona da restauração e das farturas, com cores distintas em 2D. Mas a sinalização das Portas de Emergência e dos corredores de evacuação não constam e ainda não as lobriguei, nas várias vezes que fui "Feirar".

20170814

VIZEU - Entrada da Cava de Viriato


GIF via GIPHY

"VIZEU - Entrada da Cava de Viriato", Bilhete Postal Ilustrado, Editor F. A. Martins, Camões, 35 - Lisboa para a Caza Allemâ - Vizeu, Circulado em 20 de Maio de 1904

Vozes de Burro - Vergonha na Cava Viriato


GIF via GIPHY

A nova escadaria de acesso aos taludes da Cava de Viriato, localizada no início da Rua dos Heróis Lusitanos e que termina junto à Rua dos Plátanos. Os taludes apresentam-se muito mal cuidados, com lixo no chão (não existem papeleiras) e a vegetação espontânea a crescer sem controlo. 


GIF via GIPHY

Encontrar uma situação destas em meados do mês de Agosto, com a feira anual a decorrer e no Ano Oficial para Visitar Viseu, nunca pensei ser possível... à pressa limparam os troços do monumento mais próximos do Campo de Viriato, como diz o povo - "Só limpam quando e onde passa o padre, no dia da procissão"!

Resíduos de Construção e Demolição


GIF via GIPHY

Há já alguns anos que cresce uma montureira na Cava de Viriato, em prejuízo do acesso ao Lago da Cava e impedindo o funcionamento do sistema de drenagem do antigo fosso que, em caso de necessidade vazava a água para o lameiro situado do outro lado da Rua dos Heróis Lusitanos, já incluído na chamada Cava dos Plátanos


GIF via GIPHY

Ao lixo variado e restos de limpeza de hortas e jardins juntaram-se, há poucos dias grandes quantidades de entulho de obras. Para onde andam a olhar os fiscais das obras municipais e a Polícia Municipal. Não vi mas tenho a certeza que os responsáveis não estão muito longe, basta abrir os olhos... para saber de onde vieram os Resíduos de Construção e Demolição (RCD).

J. Kas - "All Night (Sugah Sugah)"


"All Night (Sugah Sugah)" vídeo de Alex Phelps para o EP "Snapchat", do britânico J. Kas

A FEIRA FRANCA DE VISEU


GIF via GIPHY
"Vizeu  Vista parcial", Bilhete Postal Ilustrado, Edição da Tabacaria Costa - Vizeu, Não circulado, posterior a 1909, provavelmente da década de 1910. A Central Termoeléctrica da Ribeira que se pode ver, com a sua chaminé de tijolo burro, actual Museu da Electricidade, começou a funcionar em 1909

A FEIRA FRANCA DE VISEU

(…) Do exposto se vê que a Feira Franca de Viseu é muito importante ainda.
Fez-se na Cava de Viriato, durante séculos; - depois, por ser o dicto local muito ermo, alagadiço e distante da cidade 600 a 1:000 metros (referimo-nos à Sé) o que dava occasião a furtos, roubos e outros crimes, mudou-se para dentro da cidade e alguns annos se fez no Rocio de Santo António, hoje Passeio de D. Fernando, (a) e ao longo das ruas o que tinha também graves inconvenientes, pelo que se mudou no tempo d’el-rei D. Duarte para o campo onde se faz ainda hoje, denominado Campo da Feira, na margem direita do Pavia, entre este rio e a celebre Cava de Viriato, de que logo fallaremos (1).
O dicto campo é irregular, mas espaçoso; - pelo meio d’elle passa a estrada real a macadam nº 7 de Viseu a S, Pedro do Sul, - e por ocasião da feira addicionam ao dicto campo alguns chãos contíguos, que na parte restante são cultivados. A esta feira vinham antigamente os mouros granadinos e da Estremadura e Andaluzia com productos das suas industrias, e nos nossos dias ainda vem poldros das melhores raças andaluzas de cavallos. Hoje vem já poucos, mas ainda concorrem bastantes hespanhoes da raia da Beira.
Também todas as terças feiras se faz no dicto Campo de Viriato (2) feira de gado bovino, suíno, etc.

1 D. Duarte governou apenas 5 annos – de 1433 a 1438; - era filho de D. João I – e nascera em Viseu em 1391, pelo que não só deferiu a petição dos visienses, relativamente à mudança do local e dia da feira, mas na previsão, cujo autographo se perdeu, muito generosamente acrescentou: E por attentarmos a ser naquella cidade o nosso nascimento, a concedemos três dias franca.
Bom serviço prestou à sua terra natal!...

2 Assim se denomina hoje o antigo Campo da Ribeira, depois Campo da Feira.

Pedro Augusto Ferreira, in “Portugal Antigo e Moderno, Diccionário”, Lisboa 1890

a)  Nota do autor do blogue: a actual Praça da República ou, apenas  Rossio.

Rotunda e Porta de Viriato


GIF via GIPHY

A rotunda de Viriato e a Porta de Viriato da feira anual de Viseu, avistadas do alto do talude da vizinha Cava de Viriato.

Encontrei na Porta de Viriato


GIF via GIPHY

Saco para lixo encontrado junto aos torniquetes da Porta de Viriato

20170813

O "Picadeiro da Feira"


GIF via GIPHY

O Picadeiro arruamento principal de feira que liga o palco, novamente instalado dentro do tanque do Espelho de Água e a nova arquitectura da Praça de Viriato, ao cimo do recinto nas próximidades da Cava de Viriato. 

Encontrei na Feira


GIF via GIPHY

Máquina da rede Multibanco encontrada na feira anual de Viseu, junto ao Museu da Electrcidade. Ou a máquina encolheu, ou?

Baio - "Man of the World"


 "Man of the World" vídeo de  Baio e  Scott Peters para tema do segundo álbum, com o mesmo título, de Chris Baio,  baixista dos  Vampire Weekend

Desrespeitando "Viriato"


GIF via GIPHY

Em 2016 estavam lado a lado, este ano estão assim! Se necessário posso alvitrar uma solução para resolver esta vergonhosa situação, encontrada nas costas do Monumento a Viriato, estou sempre disponível e não cobro nada...

P.S. : Armários eléctricos da iluminação do monumento a que retirei a identificação da empresa.

A "Porta de Viriato"


GIF via GIPHY

Aspectos da Porta de Viriato que exibe a mesma decoração usada na edição da feira de 2016, e do interior do recinto, podendo observar-se a cúpula de luz, também já vista em anos anteriores, que decora o Monumento a Viriato.

A Nova "Praça de Viriato"


GIF via GIPHY

Aspecto de uma das mais badaladas novas arquitecturas da feira anual de Viseu de 2017. Esta é a anunciada Praça/Jardim instalada à Porta de Viriato que mais parece uma imitação dos Jardins Efémeros, instalados em anos anteriores, na Praça D. Duarte mas com a inovação da cobertura e da utilização de água vaporizada, para refrescar o espaço onde está instalado um dos maiores patrocinadores da feira, com um stand dirigido aos emigrantes.

O "Stand da Cidade" na Feira


GIF via GIPHY

Aspectos do Stand da Cidade na feira anual, localização escolhida de modo a facilitar a manutenção do jardim vertical que cobre inteiramente a fachada virada para o largo do palco. O efeito é bonito, embora já tenha sido visto noutras ocasiões, inclusive em e eventos e feiras anteriores. Mas a beleza tem os seus custos, por exemplo o  ajardinamento do stand da Câmara Municipal de Viseu, na BTL de 2017 (Lisboa) durante 5 dias,  custou 12.000 Euros + IVA.

A Nova Rua das Enguias


GIF via GIPHY

As novas barracas da enguias apresentam alguns problemas bem evidentes.  Um deles é a cobertura das esplanadas que de pouco serve e já obrigou alguns feirantes, a utilizar chapéus de sol para abrigar os seus clientes. E o que dizer dos projectistas que se esqueceram de colocar chaminés e prever a instalação de exaustores, para a saída dos vapores das panelas e do CO2, produzido pela queima do gás de garrafa nos fogareiros? Ou será que o caderno de encargos estava incompleto? a solução mais lógica e barata, será manter abertos os postigos que dão para as traseiras das barracas.

Funicular em "Modo Feirar!!


GIF via GIPHY

O Funicular de Viseu a atravessar o recinto da feira anual, adornado com publicidade de um banco espanhol, dirigida aos emigrantes portugueses, em direcção à Estação Viriato. As viagens continuam a ser gratuitas e passaram a ser mais demoradas porque o ascensor foi programado para circular com velocidade mais reduzida.


GIF via GIPHY

Uma outra inovação são as borrachas que foram colocadas nas passadeiras, localizadas no interior da feira para impedir as quedas e as pernas presas no interior da linha. A diminuição da velocidade de circulação do ascensor também terá como objectivo evitar a rápida degradação das borrachas.


GIF via GIPHY

As passadeiras, localizadas no interior do recinto da feira, foram dotadas de cancelas para impedir o acesso ao interior da via férrea. Esta manhã estavam desactivadas, já as vi funcionar e nem tudo funciona na perfeição, até porque se trata de mais um remendo... A circulação mais lenta das cabines também procura garantir o melhor funcionamento das cancelas.


GIF via GIPHY

Tiro o meu chapéu à organização da feira que conseguiu vender, como espaço adequado à colocação de publicidade, a vedação de segurança do ascensor. Além do nome do banco patrocinador do funicular, as telas lembram a proibição de circular na linha e recomendam cuidado ao atravessar a via. Bonito, bonito não é mas o objectivo pretendido é o de acabar com os acidentes lamentáveis, ocorridos nos últimos anos.

20170812

"ON/OF" de Youri Fernandez


"ON/OF" vídeo de Youri Fernandez, gravado em Berlim, oscila entre o dia e a noite, graças à montagem de planos similares.

Sporting B - Académico Viseu, 1-2


GIF via GIPHY

Está a correr muito bem a época ao Académico de Viseu Futebol Clube - Futebol SAD que esta tarde derrotou o Sporting B por 2-1, em jogo da segunda jornada da II Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Aos 53' os leões marcaram por intermédio de Rafael Barbosa mas a igualdade foi reposta, passados apenas 2 minutos por Fernando Ferreira que voltaria a marcar aos 68' e assegurar a primeira vitória fora. Na primeira jornada, disputada no Estádio Municipal do Fontelo, já tinham vencido a Associação Académica de Coimbra - OAF, com idênticos números.