20140821

O Rio Pavia - "Rio das Barcas"


Rio Pavia, local conhecido por "rio das barcas" que por lá navegaram até à década de 1960 [ver]

Limpando o Rio Pavia


É justo salientar que não me lembro de alguma vez o Município de Viseu dedicar tanta atenção à limpeza do Rio Pavia. Hoje reparei que além do pessoal da empresa contratada para tratar do rio, dois homens dos serviços municipalizados andavam a retirar algas verdes, entre a represa da Casa da Ribeira e a ponte da Avenida Emídio Navarro. Se entretanto não chover, com alguma abundância, vai ser uma "batalha" contínua entre a Natureza e o Homem.

Porta Ponte de Pau - Feira" S. Mateus"

A porta da Ponte de Pau da Feira de "São Mateus" e a linha do funicular

O funicular a entrar no recinto da feira junto à Porta da Ponte de Pau


A Porta da Ponte de Pau às 9H50 de hoje: 1 - o plástico para evitar que os torniquetes fiquem expostos ao calor do sol? [saber +]; 2 - a cancela para dar passagem a carrinhos de bébé, cadeiras de rodas ou pessoas com deficiência, deve ter-se avariado ou quem sabe ter sido roubada? ontem à noite no seu lugar estava a cadeira de plástico vermelha que o jovem "guarda" da porta utiliza para descansar.

Visitas Guiadas


Clique sobre a imagem para ampliar ou Facebook [ver]

"Porta de Viriato" Feira de "São Mateus"


A entrada já era pouco agradável mas agora a situação piorou. porque colocaram um plástico branco, seguro com fita adesiva junto aos torniquetes da "Porta de Viriato" da Feira de "São Mateus", talvez para evitar que os equipamentos electromecânicos, aqueçam demasiado com a incidência da luz solar. Idêntica e inestética solução foi igualmente adoptada na "Porta da Ponte de Pau" (mais dois remendos mal "botados"). Nas outras duas portas não foi necessário usar o plástico porque a "Porta de São Mateus", está protegida pela sombra das árvores e virada a Nascente, na "Porta do Sol Posto", como o nome indica, o Sol apenas incide ao final do dia e é sombreada pelos prédios da Avenida Dr. António José de Almeida. Se chover as máquinas irão molhar-se, porque as coberturas deveriam ser maiores facto já ocorrido durante a fase de instalação, mas nessa ocasião ainda os equipamentos estavam protegidos pelas caixas de cartão que lhes serviram de embalagem [saber +].

"Cardo-Roxo" na Feira "São Mateus"


Foi lastimável que a exibição do grupo musical "TZ MUSIC", programada para as 21H00 no largo do "Palco Viriato", tivesse começado com uma hora de atraso. No "Palco do Orfeão" decorria, conforme programado às 22H00 um concerto dos "Cardo-Roxo" [p. oficial], um duo constituído por um casal de músicos do Porto (Nina Repas Gonçalves, licenciada em viola da gamba e Antony Fernandes, um músico tradicional muito experiente). A quietude e o silêncio são fundamentais para apreciar o seu trabalho, uma nova abordagem à música tradicional portuguesa. A amplificação era mínima e dispensável se o espectáculo fosse numa sala fechada e com boa acústica. O ruído natural da feira já incomodava mas ter de ignorar essa barulheira, misturada com o som volumoso de um grupo de musica de baile, não foi fácil sobretudo para os músicos mas também para as pouco mais de vinte pessoas que escolheram, numa noite pouco agradável, ouvir ao ar livre música de boa qualidade, com arranjos "modernos" mas conservando a matriz original, executada em instrumentos antigos e muito bem cantada. Esperamos que situações destas não se repitam, por respeito aos músicos e ao público.

Workshop na Feira de "São Mateus"


"O Jornal de Notícias preparou um workshop para a Feira de São Mateus e é já a 22 de Agosto, sexta-feira, no Viseu lounge (junto ao funicular)."  Página oficial [ligação]

Caixas de Correio # 57


Caixa de Correio "tipo americano". A característica "bandeira vermelha" é levantada, pelo carteiro quando deposita a correspondência, os residentes da casa sabem através desse sinal que há correio, sem precisarem de sair de casa. O poste de madeira é adequado para ser instalado nos jardins ou nos relvados típicos das casas norte-americanas dos subúrbios das cidades ou pequenas localidades, junto aos arruamentos e afastados das habitações. Esta caixa tem fechadura facto que não é usual nos Estados Unidos, país onde existem penas severas para o furto de objectos postais, os julgamentos não demoram anos e mais anos e as cadeias não costumam ser locais agradáveis.

"Canário & Amigos" Feira "São Mateus"


"Canário & Amigos" vão estar no próximo dia 24 de Agosto (Domingo), às 22H00 no Palco Viriato, da Feira de "São Mateus". 

20140820

Novo Mapa Turístico de Viseu


Capa de rosto do " Mapa Turístico" um desdobrável editado, há poucos dias, pelo Município de Viseu, uma iniciativa de louvar

Visita Guiada ao "Lago da Cava"


"Visitas guiadas à cidade: uma oportunidade única
Este ano a Feira de São Mateus aposta na ligação à cidade e ao seu centro histórico e tem, por isso, um programa de visitas guiadas pela cidade. “Mercados no tempo da cidade: 2000 anos de história” é o mote desta viagem pela história de Viseu.
As próximas estão agendadas para os dias 21, 23 e 28 de Agosto, com início na praça D. Duarte, às 18 horas.
A visita tem uma duração estimada de 2 horas e o bilhete pode ser adquirido no Viseu lounge (junto ao funicular), pelo valor de 5 Euros (não incluído no valor do bilhete de entrada na feira, quando paga."
Fonte página oficial [ligação]

Grafitti de Viseu


Grafitti (bombing) de Viseu - o ubíquo "AISER"

Internacionalizar a Feira de "São Mateus"


Uma das coisas que a minha mãe me ensinou foi que não se deve comprar, logo na primeira loja em que se entrar! o mesmo conselho serve para feirar porque consegui encontrar meias, ainda mais baratas [ver].
                        

O Museu Almeida Moreira na Feira


"O museu da eletricidade, no recinto da Feira de São Mateus, este ano recebe vários museus de Viseu. De 19 de a 24 de Agosto é o Museu Almeida Moreira [saber +] a ocupar este espaço com exemplares das suas principais coleções e várias atividades.
Durante este período, os visitantes poderão ver painéis da exposição “Faces da Vidacidade” e vitrines com peças de cerâmica e mobiliário." (...) Saber mais [p. oficial]

Armadilhas para Toupeiras


Tal como já esperava não foi necessário procurar muito na Feira de "São Mateus" para encontrar à venda armadilhas para apanhar as toupeiras [ver] que andam impunemente a estragar rotundas e zonas verdes da "Melhor cidade para viver" [ver]. Portanto quem desejar feirar armadilhas já sabe onde procurar!

Uma "Inovação" da Feira de "São Mateus"


O "Grande Prémio Internacional da Feira de São Mateus" que em 2012  teve a sua 50ª edição, uma das provas de estrada (8 Km) mais antigas do país, não se realizará este ano porque a "Associação de Atletismo de Viseu" não conseguiu reunir os habituais apoios institucionais.

"Pescarias" no Rio Pavia

Este jovem estava ontem a pescar, por puro divertimento no Rio Pavia, os peixes eram logo devolvidos à agua suja. O moço gostaria de apanhar um pimpão, peixe vermelho da família das carpas, mas esses não morderam o isco, pelo enquanto fiz companhia ao pescador. Quando era da idade dele tinha um gato que mal me via pegar na cana, vinha logo a correr porque sabia que era peixe apanhado, peixe devorado. Nesse tempo não havia no Pavia peixes exóticos mas barbos, bogas, "asas-vermelhas" e enguias. As trutas já tinham sido extintas devido à poluição das águas.

Esta perca (juvenil com aprox. 10 cm) foi a maior que o rapaz pescou enquanto estive com ele. Este bonito peixe é um voraz destruidor da restante fauna. Muito pescadores detestam estes peixes que além de terem imensas espinhas, possuem dentes afiados que podem cortar as linhas e sobretudo porque comem os ovos de outros peixes e as crias pequenas, o único que lhe dá luta é o achigã que se alimenta dele mas não existe no Rio Pavia.


A recolha de algas com um camaroeiro não é pesca mas evita que o rio fique verde, como sucedeu em 2011 [ver] e 2012  [ver] ou até vermelho em 2011 [ver].

Completando a Ecopista


Um pouco mais abaixo do local onde o jovem estava pescar para se divertir mas não desdenharia se conseguisse apanhar um pimpão, mas eles não mordiam o isco, andavam a trabalhar três calceteiros. Os trabalhos em curso têm por finalidade ligar a "Ecopista do Dão", ao Fontelo. As obras iniciaram-se na passadeira existente na "Porta de Viriato" [saber +] e continuaram pela Rua Nossa Senhora da Conceição, até à Rua do Coval e hoje estavam junto à "Ponte das Barcas". A obra confina com a vedação metálica da feira que deveria ser totalmente desmontada mas o pessoal da EXPOVIS, apenas tem retirado uma ou duas secções da vedação, para facilitar a passagem dos pedestres porque se assim não fizesse haveria carros estacionados até ao Viriato. Nessa zona marcaram com duas filas de cubos brancos de calcário, uma faixa com sinalização horizontal que indica que só poderá ser usada por peões e bicicletas que logo a seguir, feita a travessia da Rua Nossa Senhora da Conceição, junto ao "Túnel de Viriato", passa a ser numa única guia branca, executada apenas com uma pedra, colocada a meio do passeio e assim continua até alcançar a Rua do Coval. A nova pista irá passar o Rio Pavia  na "Ponte das Barcas" e deverá continuar pela margem esquerda do rio e pelo recinto da feira semanal, até atravessar a estrada da circunvalação, na rotunda da Estrada do Sátão e finalmente alcançar na Alameda Engº Messias Fuschini, o pedaço mais antigo da ecopista. A ligação do Fontelo à ecopista, na Aguieira esteve entre os objectivo não concretizados do Programa POLIS. Considero que estes trabalhos são um desperdício e potencialmente geradores de acidentes porque o troço da pista em construção, terá de atravessar seis vias com trânsito automóvel, três delas muito movimentadas.

Cardo-Roxo no "Palco Orfeão"


Hoje às 22H00, integrado no programa da Feira de "São Mateus", os "Cardo-Roxo" vão tocar no "Palco Orfeão" [p. oficial].

20140819

Será Por Falta de Água?



O "lago pequeno" do Parque Aquilino Ribeiro não tem água, os seus pequenos repuxos e as "taças" que o rodeiam, há várias semanas que estão secos. Será por falta de água? Talvez não, porque as avarias já são habituais, o "ribeiro" de vez em quando também tem deixado de correr. Curiosamente no Inverno as falhas do sistema são menos corriqueiras, daí a minha dúvida.
Mais uma situação que em nada beneficia a "Melhor cidade para viver", distinção "conquistada" por duas vezes, pela gestão do Dr. Fernando Ruas e de que tanto alarde faz o Gabinete de Imagem e Comunicação do Município do actual executivo que, exceptuando o Dr. Guilherme de Almeida, nada fez por essas distinções. Só em camisolas para oferecer com esse slogan e o seu novo logotipo - "Marca Viseu",  já devem ter gasto um dinheirão! e em pendões quanto terá sido [ver]?

Miguel Araújo - "Autopsicodiagnose"

 

"Autopsicodiagnose" tema do disco de estreia a solo de Miguel Araújo, "Cinco Dias e Meio" [ver vídeo] que vai estar hoje no "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", a partir das 22H00, a participar num evento musical cuja receita reverterá para os "Bombeiros Voluntários de Viseu", às 21H00 subirá ao palco o grupo HIFI.

Feira "São Mateus"

Viseu, Rotunda de Viriato e Porta de Viriato, da Feira de "São Mateus"

Os feirantes andam muito desgostosos pelo facto do dia de encerramento da feira anual de Viseu ter sido antecipado de pelo menos uma semana (14 de Setembro) e o dia do seu patrono desde 1511 - São Mateus, celebrado em 21 de Setembro, ter sido excluído. A comissão de feirantes já terá contactado a organização, no sentido da duração da feira ser ampliada de acordo com a tradição, com mais de quinhentos anos, mas em vão (será mais provável a antecipação da data de início). A câmara municipal tem outros planos de que já não poderá a abdicar - uma festa das vindimas, "Viseu & Vinho Dão Festa” [ver] a realizar de 19 a 21 de Setembro. O programa de actividades para promoção do "Vinho do Dão" será diversificado e alargado ao atletismo. A "Meia Maratona Internacional", organizada pelo Grupo Desportivos "Os Ribeirinhos" que em 2013 teve a sua 34ª edição, já não se realizará e em sua "substituição", no dia 21 de Setembro com início às 10H00 e partida e chegada ao Fontelo, irá correr-se a "1ª Meia Maratona do Dão - Corrida da Emoção". A organização é da responsabilidade do município, dos "Ribeirinhos" [Facebook] e da empresa de eventos desportivos Global Sport [p. oficial].


XXIII Concentração Motard Viseu


A "XXIII Concentração Motard de Viseu" (Feira de "São Mateus"), organizada pelo "Moto Clube de Viseu", irá realizar-se nos próximos dias, 22, 23 e 24 de Agosto (Sexta-feira, Sábado e Domingo).

"Cinema na Feira"


Concretizou-se ontem o anunciado regresso do Cinema à feira anual de Viseu, aliás a ausência não foi muito longa, na edição de 2012 realizaram-se projecções na tenda gigante montada no relvado. A comédia a "Gaiola Dourada", numa iniciativa da organização da Feira de "São Mateus" e do Cine Clube de Viseu foi apresentada a um público numeroso que com bastante antecedência foi ocupando todas as cadeiras e ia deitando o olho ao espectáculo que decorria no palco, sem grande anuência de público. O Cinema voltou a despedir-se da feira, certamente voltará em 2015. As sessões de cinema ao ar livre na feira foram uma novidade em 1928 e na década de 1980 realizavam-se no demolido "Auditório da Feira de São Mateus" que era um "barracão" desconfortável, mas apesar disso as sessões infantis estavam sempre esgotadas e vários ciclos temático de cinema foram organizados e apresentados pelo cine clube a um público ávido de bom Cinema.

20140818

" A Porta dos Cavaleiros"


Placa com informações sobre a "Porta dos Cavaleiros" [saber +]. Neste lastimável estado não tem qualquer utilidade e a situação não é nova porque os estragos começaram a aparecer há algum tempo. A vizinha fonte de São Francisco, continua "suja" e grafittada [ver] e o São João Baptista que tomou banho forçado, nas vésperas do passado dia 25 de Abril, está cada vez mais cagado das pombas [ver].

Grafitti de Viseu


Grafitti (bombing) "FUIE" em Viseu. São cada vez mais os que dizem "Volta Dr. Fernando Ruas!"

O Monumento a Viriato em 1954

Clique sobre a imagem para ampliar

Monumento a Viriato foto retirada do Guia Turístico (desdobrável) nº 268 da ROTEP, publicado em 1954, organizado por Camacho Pereira, Casa da Pimenteira, Cruz Quebrada.

O Viriato Bem Estimado


Este ano a organização da Feira de "São Mateus" decidiu dar grande relevância à figura de Viriato. O "Monumento a Viriato" que há alguns anos ficava dentro do recinto da feira, este ano não ficou tapado por piscinas [ver] mas muito bem enquadrado por um bonito jardim efémero. Os criadores do jardim tiveram a feliz ideia de deixar a cava e monumento a servir de cenário à exposição dos seus produtos e criaram um pequeno lago e um "pontão", delimitado por balaústres e grades de ferro antigos e duas "cortinada de água" (não visíveis na imagem) que é o local mais aprazível do evento e onde imensos visitantes gostam de ser fotografados.

Um Marco da "Cava de Viriato"


“A camara municipal, em Junho de 1818, a instancias do general da provincia, António Marcellino Victoria, mandou levantar marcos pelo circuito interno e externo dos muros da Cava; porem esta providencia baldou-se, porque já dantes os lados orientais, equados ao solo, se achavão alienados em aforamento; e os restantes continuarão, sem embargo, a ser acommetidos pelas cerceaduras e escavações dos possuidores das glebas contiguas. Finalmente este monumento veneravel parece que se vai despedindo da geração actual, e a seguinte por certo que não tardará a derrear-lhe o dorso por essas planicies. Saudemol-o pois!... já que os homens da governança não querem intender nestas archeologias, e os cobiçosos visinhos vão cavando para si. (...)” 
José de Oliveira Berardo [saber +], citado em "Portugal Antigo e Moderno, Diccionario", Augusto Soares de Azevedo Barbosa de Pinho Leal, continuado por Pedro Augusto Ferreira,  Lisboa, Livraria Editora de Tavares Cardoso & Irmão, 5 - Largo de Camões – 6, 1890.

Tantas e tantas vezes passei sem reparar neste marco de granito diferente de outros que ainda existem na "Cava de Viriato" [saber +]. Apenas há poucos dias o encontrei e notei que não era uma pedra irregular mas um paralelepípedo de  granito. Um olhar mais atento permitiu ver gravadas as letras "CM" (Câmara Municipal). O marco tem 33 cms de altura, acima do solo e base quadrada de 20 por 20 cms e deverá ser o único sobrevivente dos marcos com que a câmara municipal delimitou a cava, em 1818 para tentar terminar com os abusos dos proprietários vizinhos mas infelizmente o mal já estava feito. Uma vez que o perímetro do monumento é de 2.000 metros, cada face do octógno mede 250 metros e os marcos foram colocados no exterior e no interior, foram muitos os que levaram sumiço. Mas felizmente não aconteceu o que o cónego Berardo temia: "Mortalia facta peribunt" ("As obras dos mortais se perderão"). Mas outros desmandos se seguiriam, o último em 2008 quando a câmara "patrocinou" com fundos do "Programa POLIS" a construção de escadarias e a colocação da dispendiosa, polémica e perigosa "passadeira de granito" [saber +].

Serração Viriato, Lda.


Serração Viriato, Lda - Documento de Caixa nº 2792, Número do Lançameno 63 - Conta Despesas Gerais, ESC.100$00, Documento de caixa relativo ao pagamento de um cento de selos de correio, em 11 de Março de 1965.

20140817

Visita Guiada à "Cava de Viriato"

A "passadeira" de granito junto ao "Lago da Cava"

Pedaço de fio de nylon de roçadora que ontem cortou a vegetação entre as lages

Cilindro de granito e betão recortado há 6 anos da "passadeira" para colocação de ponto de luz

Pneu de tractor no "Lago da Cava"

Podem acreditar este é outro pneu mas de camioneta

Tal como estava programado realizou-se esta tarde a Visita Guiada aos "Mercados no tempo da Cidade 2000 anos de comércio" que naturalmente também incluía uma visita à "Cava de Viriato". Avistei o grupo que não deveria ultrapassar a dúzia de pessoas, incluindo o guia e o fotógrafo, seriam 19H15.
Acima ficam algumas fotos do muito que ficou por limpar no "Lago da Cava de Viriato" e muito mais vai ser possível avistar quando a água secar totalmente. Nem pássaros, nem patos bravos, nem galinholas, nem galinhas de água, apenas vi algumas rãs, água estagnada e "lixo".

Calendário das próximas visitas com saída às 18H00 da Praça D. Duarte:
21 de Agosto (Quinta-feira), 23 de Agosto (Sábado), 28 de Agosto (Quinta-feira), 31 de Agosto (Domingo - "Dia de Viriato"), 4 de Setembro (Quinta-feira), 6 de Setembro (Sábado), 9 Setembro (Terça-feira), 11 de Setembro (Quinta-feira) e 13 de Setembro (Sábado).

Académico Viseu FC vs SC Freamunde, 1-2


Quem terá certamente ficado com má cara foi o pessoal da claque "Viseu Army", do Académico de Viseu FC (ex-Grupo Desportivo de Farminhão), porque esta tarde a sua equipa perdeu o jogo disputado com o Sport Clube de Freamunde, por 1-2. Depois de no passado dia 10 de Junho, ter vencido o Clube Oriental de Lisboa, por 3-2 e se ter sagrado vencedor do Campeonato Nacional de Seniores, terceiro escalão do futebol nacional, o SC Freamunde voltou a vencer no Estádio do Fontelo.

"Novo Ciclo" da Feira de "São Mateus"


O presidente da câmara municipal, Dr. Almeida Henriques afirmou que este ano a Feira de "São Mateus" irá ficar marcada com a abertura de um "novo ciclo", "reinventado" mais uma vez o grande evento. É seu desejo "(...) manter as próprias tradições da feira, mas também sair daqui, da lógica da Beira-Alta podemos promover a feira por além fronteiras, designadamente no Porto... pelo país fora e mesmo na vizinha Espanha, para trazer pessoas para cá (...)".
Certo porque só em Viseu é possível comprar "3 Maços" de meias de homem (9 pares) ou seja dezoito meias, por apenas 5 euros. [ouvir].

Associação de Farminhão em Apuros


A "Associação do Grupo Desportivo de Farminhão" [ler], fundada em 2006 para substituir o "Grupo Desportivo de Farminhão", fundado em 1974 que mudou de designação em 2005 para "Académico de Viseu Futebol Clube" [p. oficial], está a viver, como muitos outras associações, um período difícil e por esse motivo não irá participar na época de 2014/15 nas competições organizadas pela Associação de Futebol de Viseu (Campeonato Distrital de Seniores da I Divisão e Taça Sócios de Mérito). Quem sabe se a "espécie de fusão entre o Farminhão (GDF) e o Clube Académico de Futebol (CAF)" [ler] não terá agravado ainda mais os problemas?

O "Trio Porteño"


O "Trio Porteño" [Facebook] vai tocar dia 18 de Agosto (Segunda-feira) às 22H30, no "Palco do Centro Histórico" - Feira de "São Mateus", localizado no Adro da Igreja da Misericórdia (frente à Sé Catedral de Viseu). Entrada gratuita.

Grafitti de Viseu


Grafitti de Viseu bombing - AISER (pormenor)

Blind Zero - "Down to the Wolves"


"Down to the Wolves" vídeo realizado por Pedro Azevedo para a banda portuense, Blind Zero que vai subir ao "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", logo à noite pelas 22H00 [p. oficial]

Publicidade Gratuita


Na "Cova da Raposa", servem-se almoços e petiscos

Cinema na Feira de "São Mateus"


"Uma família portuguesa ???? Num dos melhores bairros de Paris, Maria e José Ribeiro vivem há cerca de 30 anos na casa da porteira no rés-do-chão."
"A Gaiola Dorada" comédia do realizador luso-francês Ruben Alves. com Rita Blanco, Joaquim de Almeida, Roland Giraud, Chantal Lauby, Barbara Cabrita, Lannick Gautry, Maria Vieira, Jacqueline Corado, Jean-Pierre Martins, Alex Alves Pereira, Sergio Da Silva e Nicole Croisille. 
No largo do "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", dia 18 de Agosto (Seunda-feira), às 22H30, organização do Cine Clube de Viseu.

20140816

A Melhor Cidade Para (Mal) Estacionar


Que maravilha estacionar à sombra das árvores da "Cava de Viriato" e de borla, junto à Rua do Picadeiro, Uns metros mais à frente o município colocou dois pilaretes de granito e acabou-se a mama...

Estão Desfeitas As Dúvidas...

O antigo olival sobre a Cava de Viriato, o passadiço e Viseu ao fundo

A montureira continua mas levaram o bidão e os plásticos

Máquina a varrer a Rua dos Plátanos e um trabalhador municipal a soprar as folhas, o pó e o lixo

O "Lago da Cava" depois de limpo à pressa por dois trabalhadores do município

O pessoal da município abandona a cava depois de cumprir as tarefas que lhe foram destinadas

Estão desfeitas as dúvidas.. a "Cava de Viriato" está incluída nem poderia ser de outro modo, no itenerário das visitas guiadas designado por - "Mercados no tempo da Cidade 2000 anos de comércio". Hoje pessoal do município procedeu à limpeza do "lixo" existente em vários locais do monumento. Fiquei com a sensação que a limpeza foi coordenada pela empresa privada que organiza as visitas. A primeira visita está marcada para amanhã, com início às 18H00 na Praça D. Duarte.
Tudo começou assim. Casualmente cruzei-me com uma camioneta da câmara e reparei que transportava um bidão podre e enferrujado e uma vez que a viatura estava a sair da Rua dos Heróis Lusitanos, e dirigia-se para a Avenida da Bélgica, pensei logo que finalmente poderiam andar a limpar a cava. Naturalmente que fiquei curioso e fui verificar. Ao passar no início da Rua dos Plátanos e ao avistar a máquina de varrer, fechei os vidros do meu automóvel para não entrar o pó e segui pela Rua do Coval e Rua dos Heróis Lusitanos, até ao local da montureira. A minha suposição estava certa, era mesmo verdade! mas apenas retiram o que chamava mais a atenção e ficou a montureira, constituída por folhas secas, resto de relva aparada, lixo e  entulho (foto nº 2) [ver].
Subi a escadaria caminhei ao lado da "passadeira" de granito e fui até ao "Lago da Cava", onde encontrei dois operários a encher grandes sacos de plástico negro com o "lixo" que a descida do nível da água deixou à vista [ver]. O local ficou como mostra a foto nº 4, ou seja limparam o que foi possível porque uma limpeza bem feita exige a utilização de maquinaria. Entretanto o pessoal do município terá regressado às suas instalações ou foi realizar outras tarefas (foto nº 5). Eram aproximadamente 18H00, quando três empregados da empresa responsável pelo corte da vegetação do monumentos, munidos de roçadoras de fita, rapidamente se encaminharam para ao cimo do talude que tem o seu início junto à Rua do Picadeiro e começaram a desbastar apressadamente a vegetação porque o tempo era pouco e estariam com pressa de voltar para casa.
Realmente é uma vergonha que apenas na véspera duma visita guiada que irá percorrer o perímetro duma antiga fortaleza muito provavelmente uma construção muçulmana datável do séc X, construída em terra batida e considerada "Monumento Nacional", tenham ido varrer as ruas, limpar a valetas e retirar parte do "lixo". Quando a água que ainda existe no antigo fosso secar, o "lixo" agora submerso irá ficar à vista, será que nessa ocasião voltam para limpar o que restou? e as árvores caídas sobre a água e os silvados e o matagal vizinho quando serão erradicados? Claro que esta é uma boa notícia mas as grandes questões - limpeza e iluminação adequada, infelizmente continuam por resolver. É como diz o povo: "Só se lembrar de varrer, quando passa a procissão!"